Técnico em Contabilidade

Técnico em Contabilidade: Como é trabalho desse profissional?

A área contábil não é nenhuma novidade no Brasil, uma vez que sua primeira escola em território nacional remete ao ano de 1939. 

Contudo, assim como a maioria dos ramos de atuação profissional em todo o mundo, ela também vem se inovando e modernizando, o que é ilustrado principalmente pelo desenvolvimento do Técnico em Qualidade.

Técnico em Contabilidade

DICA: Faça sua graduação em Ciências Contábeis com desconto na Estácio: https://matriculas.estacio.br.

Técnico em Contabilidade: Inovações na área Contábil

Primeiramente é necessário apontar que embora corresponda a uma área tradicional no Brasil, a contabilidade e seus profissionais ainda são essenciais para o funcionamento da maioria das empresas.

A principal mudança é que foram criados nichos diferenciados dentro do próprio ramo contábil, o que permitiu o desenvolvimento de novos profissionais e atividades.

Em segundo lugar, ressalta-se que atualmente a área abarca não só o tradicional curso superior, mas também outros de natureza técnica que são capazes de tornar o indivíduo um Técnico em Contabilidade.

Os cursos técnicos se mostram como interessantes alternativas uma vez que permitem que o aluno se disponibilize no mercado de trabalho de forma qualificada de maneira mais rápida. Além disso, o único requisito para o curso é que o indivíduo tenha 16 anos.

Entenda, abaixo, quais as especificidades referentes aos cursos técnicos da área, suas matérias e possibilidades de atuação profissional.

Curso Técnico em Contabilidade

As disciplinas ministradas no curso técnico da área de contabilidade podem variar conforme a instituição de ensino que o oferece. Estas, aliás, podem corresponder aos Institutos Federais de Educação, Senac, Senai e algumas faculdades, assim como universidades tecnológicas.

Conhecer as matérias que integram o curso é importante para que o candidato a uma vaga de estudo possa analisar e compreender previamente se esse ramo lhe é indicado com base em suas preferências e habilidades.

As disciplinas para a formação de um indivíduo como Técnico em Contabilidade incluem matérias como Matemática Financeira, Economia e Estrutura de Mercados, Fundamentos de Contabilidade e Contabilidade de Custos, Industrial e Gerencial. Dessa maneira, pessoas que possuem aptidão na área de exatas podem ser ótimos trabalhadores no ramo.

 Outras matérias incluem noções de administração e de recursos humanos, como Comunicação Empresarial, Fundamentos de Gestão, Comportamento Organizacional. Por fim, Legislação e Ética e Informática Aplicada também estão entre as disciplinas dos cursos técnicos contábeis.

Técnico em Contabilidade

Atuação do técnico em contabilidade

Ressalta-se, desde logo, que é necessário se ter em mente que um Contador e um Técnico em Contabilidade possuem diferenças atuações e papéis enquanto profissionais de uma organização. Dessa maneira, existem processos da área contábil que não podem ser relegados aos técnicos, exigindo formação superior na área.

Isso não significa, contudo, que o técnico seja menos importante. Sua relevância em uma organização é latente principalmente diante do grande número de atividades que podem ser desenvolvidas por eles.

Dentre elas estão a análise de documentos contábeis, assim como a elaboração de planos de determinação das taxas de depreciação e exaustão dos bens materiais. Ainda, as taxas de amortização de valores imateriais e análise de documentos fiscais e parafiscais também estão dentre suas ações.

As obrigações contábeis legais fazem parte de seu rol de atividades profissionais, além do controle de movimentações de natureza contábil e de arquivamento de documentos do tipo.

Embora o técnico da área possa atuar em escritórios de contabilidade, existem diversos locais que oferecem vagas para profissionais desse tipo. Sua atuação, portanto, é plural, uma vez que suas atividades são importantes em inúmeros tipos de operações.

Há possibilidade de prestação de trabalho autônomo com prestação de consultorias a terceiros, departamentos financeiros ou contábeis de empresas diversificadas e até mesmo em ambientes correspondentes a financeiras e bancos.

Curso Técnico x Curso Superior em Contabilidade

A exposição acima realizada demonstra diversas características concernentes ao técnico em contabilidade, sua aplicação profissional e os cursos a eles disponibilizados. Diante disto, cabe analisar qual dedicação é mais frutífera, se a concernente à formação técnica ou ao terceiro grau.

A resposta depende da situação concreta de cada indivíduo. Nesse caso, por exemplo, caso o cidadão ainda esteja cursando o ensino médio e tenha pressa em sua iniciação profissional, o curso técnico é o mais indicado.

Por outro lado, caso não exista essa urgência e haja disponibilização de tempo pelo candidato, ele pode optar desde logo pelo curso superior, que lhe permitirá realizar um número maior de atividades em razão do diploma universitário de Contador.

Por fim, nada impede que o candidato se dedique primeiramente ao curso técnico e após sua entrada no mercado de trabalho se dedique a uma faculdade de contabilidade. Além da possibilidade de eliminação de matérias e limitação do tempo do curso superior, ele também já garante seu sustento e habilidades dentro da área, o que facilita não só a passagem do curso, mas também suas atividades profissionais diárias.